Como ganhar a luta contra parasitos externos em bovinos

Saiba os danos e como combater estes inimigos do rebanho

Os principais parasitos externos que adoecem o gado são carrapatos, bernes, bicheiras, mosca-dos-chifres e mosca-dos-estábulos.
A mosca-dos-chifres pica os animais, aproximadamente, de 25 a 40 vezes por dia, sugando o sangue. Além da perda de peso, esta mosca causa estresse, o que provoca perda de produtividade. Para se ter uma ideia, 500 moscas-dos-chifres fazem o animal perder 40 quilos ao ano e 150 litros de leite, durante a lactação. “O potencial impacto econômico da mosca-dos-chifres chega a US$ 2,56 bilhões/ano. Já bernes e bicheiras é de US$ 720,10 milhões/ano”, afirma a gerente técnica da Noxon Saúde Animal, Dra. Daniela Miyasaka.
Para controle e combate de bernes, bicheiras, mosca-dos-chifres e mosca-dos-estábulos, a médica veterinária recomenda o uso do produto Ultron Site-on 15. O ectoparasiticida tem absorção dérmica rápida, atingindo todo o corpo pela corrente sanguínea. A aplicação deve ser feita pela embalagem original dosadora em um só ponto da pele, preferencialmente na região cruz.
O carrapato é outro parasito que provoca danos sérios à pecuária. “Os prejuízos causados pelos carrapatos podem ocorrer de forma direta, pelo efeito da picada, e entre as consequências estão a irritação e a perda de sangue que acarreta redução de peso e de produção de leite. As lesões de pele causadas pelos carrapatos, além de serem prejudiciais às indústrias do couro, com repercussão no preço final do produto, são portas de entrada de bactérias e larvas de moscas (bernes e miíases)”, explica Miyasaka.
Pesquisadores estimam a perda média de peso de um bovino, após ser picado por 1,4 mil carrapatos, em 1kg de peso vivo.

 

Carrapato-do-boi (Foto: Daniela Miyasaka).

O carrapato é também o causador de transmissão de doenças como a Tristeza Parasitária Bovina (TPB) que pode levar o animal a óbito.
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em levantamento nacional realizado em 1983/84, estimou em US$ 1 bilhão/ano os prejuízos causados pelo carrapato-do-boi no Brasil, sendo 40% desse total relativo à diminuição da produção de leite. Foi constatada a presença deste parasito durante os 12 meses do ano em 66,04% dos 2.048 munícipios investigados, e o carrapato foi mais frequente que o berne e a bicheira em 61,24% das vezes. O potencial impacto econômico dos carrapatos fica em US$ 3,24 bilhões de dólares/ano”, diz a gerente Técnica.
O produto Fusion CL 50 da Noxon Saúde Animal atua em todas as fases do parasito e tem ação prolongada, o que propicia maior intervalo entre os tratamentos. Nas provas oficiais realizadas a campo, o produto apresentou eficácia superior a 95% até o 84° dia contra os carrapatos Rhipicephalus (Boophilus) microplus.
Não deixe de consultar o técnico (médico veterinário) para que se possa adotar o melhor protocolo antiparasitário, e siga corretamente as orientações descritas nas bulas dos produtos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *